Bitcoin acompanha NY e cai em semana marcada por indicadores econômicos

Apesar do recuo, a criptomoeda ainda se mantém acima dos US$ 37 mil

Lucas Gabriel Marins

Bloomberg.

Publicidade

O Bitcoin (BTC) acompanha os índices futuros de Nova York e opera em baixa na manhã desta segunda-feira (27), em semana marcada por indicadores econômicos e comentários do Federal Reserve (Fed, o Banco Central dos Estados Unidos).

Na quarta-feira (29), o Fed divulga o “livro bege”, um relatório com o resumo das condições econômicas atuais do país. No mesmo dia, as informações trimestrais da inflação do Produto Interno Bruto (PIB) serão atualizadas.

Na quinta-feira (30), o Departamento do comércio dos EUA solta o índice de preços de gastos com consumo do país  (PCE, na sigla em inglês), um dos indicadores mais importantes para as decisões de política monetária do Fed.

Continua depois da publicidade

Com investidores de cripto de olho nos dados do mercado macro – que podem refletir nos juros e, como consequência, nos ativos de risco -, o Bitcoin opera em baixa de 1,2%, a US$ 37.220. Na semana, o ativo digital acumula apenas 0,3% de ganho.

Em Wall Street, Dow Jones cai 0,12%, S&P 500 recua 0,16% e Nasdaq registra queda de 0,17%.

Apesar da leve desvalorização do BTC hoje, a criptomoeda se mantém acima do patamar dos US$ 37 mil, alcançado no início deste mês, e players do mercado veem espaço para a cripto subir nos próximos meses.

Um dos principais catalisadores de alta é o avanço do primeiro ETF (fundo de índice) com exposição direta ao Bitcoin dos Estados Unidos. Há pelo menos 10 pedidos sob análise na mesa da Comissão de Valores Mobiliários do país, a SEC. Um deles é da BlackRock, a maior gestora de ativos do mundo.

No mês passado, a titã dos investimentos listou o ticker de seu ETF de BTC no Depository Trust & Clearing Corp (DTCC), empresa que presta serviços de compensações para a Nasdaq, o que fez o criptoativo disparar 15% em apenas um dia.

De acordo com analistas da Bloomberg Intelligence, um primeiro lote pode ser aprovado já no início de 2024. Os ETFs, segundo eles, podem atrair até US$ 100 bilhões com o tempo, tanto em capital institucional como de varejo.

“Se virmos um momento institucional de aprovação de um ETF de Bitcoin, o rali pode chegar ao nível de US$ 40 mil”, disse Edward Moya, analista da formadora de mercado de câmbio Oanda, em relatório recente.

As principais altcoins (termo usado para identificar qualquer cripto diferente do BTC) são negociadas no campo negativo nesta segunda. O Ethereum (ETH) cai 2,5%, para US$ 2.039, e o XRP (XRP) recua 2,5%, para US$ 0,60.

Confira o desempenho das principais criptomoedas às 8h:

Criptomoeda Preço Variação nas últimas 24 horas
Bitcoin (BTC) US$ 37.220 -1,20%
Ethereum (ETH) US$ 2.039 -2,50%
BNB Chain (BNB) US$ 226 -3,00%
XRP (XRP) US$ 0,606052 -2,50%
Cardano (ADA) US$ 0,380757 -3,00%

As criptomoedas com as maiores altas nas últimas 24 horas:

Criptomoeda Preço Variação nas últimas 24 horas
Terra (LUNC)  US$ 0,00011706 +48,00%
Axie Infinity (AXS) US$ 7,09 +13,70%
Rollbit Coin (RLB) US$ 0,180630 +3,20%
Illuvium (ILV) US$ 118,53 +2,90%
Dogecoin (DOGE) US$ 0,078793 +1,20%

As criptomoedas com as maiores baixas nas últimas 24 horas:

Criptomoeda Preço Variação nas últimas 24 horas
Pyth Network (PYTH) US$ 0,407512 -15,10%
Blur (BLUR) US$ 0,520194 -13,20%
Mina Protocol (MINA) US$ 0,696309 -10,30%
ApeCoin (APE) US$ 1,58 -7,80%
Gas (GAS) US$ 8,21 -7,50%


Confira como fecharam os ETFs de criptomoedas no último pregão:

ETF Preço Variação
Hashdex NCI (HASH11) R$ 29,99 +2,63%
Hashdex BTCN (BITH11) R$ 44,98 +4,12%
Hashdex Ethereum (ETHE11) R$ 30,53 +2,44%
Hashdex DeFi (DEFI11) R$ 24,79 +0,04%
Hashdex Smart Contract Plataform FI (WEB311) R$ 20,00 +4,71%
Hasdex Crypto Metaverse (META11) R$ 27,53 +2,72%
QR Bitcoin (QBTC11) R$ 11,80 +3,14%
QR Ether (QETH11) R$ 7,45 +2,61%
QR DeFi (QDFI11) R$ 3,35 +2,76%
Cripto20 EMPCI (CRPT11) R$ 8,09 +1,88%
Investo NFTSCI (NFTS11) R$ 9,31 +3,1%
Investo BLOKCI (BLOK11) R$ 103,32 +1,51%

Lucas Gabriel Marins

Jornalista colaborador do InfoMoney